Optional sidebar menu
Social media
Contact information
Address

5th Avenue, New York - United States

Email

hello@webpixels.ro

Phone

+10 724 1234 567

Como lidar com os diferentes tipos de funcionários de sua empresa

Como lidar com os diferentes tipos de funcionários de sua empresa

Fazer a seleção da equipe para a empresa não uma tarefa fácil. O funcionário que parecia perfeito na entrevista pode revelar-se um verdadeiro empecilho caso não se adeque aos preceitos estabelecidos pela gerência da empresa. Em muitos casos, a solução para os conflitos acaba sendo a demissão, mas é importante que, antes de tomar essa decisão, o empreendedor tente encontrar uma solução que seja plausível para ele e para o funcionário.

 

Existem quatro tipos de colaboradores que já deram muita dor de cabeça aos seus chefes, de acordo com uma publicação da revista Entrepreneur, escrita pela advogada Lisa Guerin. São eles: o “rei das gírias”; o “desaparecido”; o “rebelde” e o “língua de trapo”. Saiba como solucionar os problemas ou evitá-los que podem ser causados por cada um deles:

 

Rei das gírias – teste o candidato por, ao menos, três meses antes de contratá-lo. Assim, você terá certeza de sua habilidade para a comunicação.

 

Desaparecido – se você tem um funcionário que não anda respeitando os horários determinados, chame-o para que tenham uma conversa franca. Pergunte se ele está passando por problemas familiares, de saúde ou se está insatisfeito com o trabalho. Mas, para exigir o cumprimento do horário, lembre-se de que a política da empresa sobre a jornada de trabalho deve ser clara.

 

Rebelde – a negligência de um funcionário pode gerar riscos à companhia. Impor disciplina e sondar comportamentos que possam  ser ameaçadores antes que eles aconteçam é de extrema importância.

 

Língua de trapo – esse tipo de funcionário gosta de falar mal da empresa e do seu chefe. Para evitar a destruição da moral da companhia, é preciso conversar com o colaborador para oferecer opções para resolver qualquer problema que o incomode.

 

Fonte: PEGN

Comments

Pesquisa

Categorias

Destaques

Tags